NOTÍCIAS

10º CBMINA encerra programação on-line com premiações de trabalhos técnicos

3 de maio de 2021

Evento bate recorde de inscritos: 2800 participantes.

10º CBMINA encerra programação on-line com premiações de trabalhos técnicos

10º CBMINA encerra programação on-line com premiações de trabalhos técnicos

Estudantes e profissionais de mineração foram premiados por seus trabalhos técnicos apresentados durante a 10ª edição do Congresso Brasileiro de Minas a Céu Aberto e Minas Subterrâneas (CBMINA). A premiação encerrou o evento, realizado pela primeira vez no ambiente 100% virtual, na tarde desta 5ª feira (29/4),.

O congresso recebeu 83 trabalhos técnicos, dos quais, 29 foram aprovados pela comissão técnica para serem apresentados no formato pôster e 37 no formato de apresentação oral. “Os 20 melhores trabalhos serão publicados na revista Holos, revista online do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), que tem como objetivo divulgar artigos que contribuam para o estudo de temas interdisciplinares”, informou o diretor de Comunicação do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), Paulo Henrique Soares.

“Esta edição do CBMINA acontece em um momento de transformação do setor mineral brasileiro, que investe recursos e esforços para melhorar ainda mais seus indicadores de sustentabilidade. Toda a sociedade precisa conhecer a realidade da mineração e eventos como este tem também este propósito. Precisamos mostrar com transparência o que fazemos, mostrar nossos avanços a todos os brasileiros, assim como devemos nos posicionar cada vez mais próximos da sociedade, ouvir e dialogar”, afirmou o diretor-presidente do IBRAM, Flávio Penido.

Flávio Penido, diretor-presidente do IBRAM – crédito: divulgação

Segundo os dirigentes do IBRAM, este movimento setorial precisa da participação ativa dos jovens que estão iniciando ou pretendem iniciar carreira profissional na indústria da mineração. “Na abertura do evento, ressaltei que o futuro da mineração do Brasil está nas mãos das novas gerações, homens e mulheres que chegam ao setor. O desafio é dar continuidade e expandir o processo de transformação que a mineração está promovendo em busca de mais sustentabilidade, segurança e proximidade com as pessoas”, declarou o presidente do Conselho Diretor do IBRAM, Wilson Brumer.

Também participou da cerimônia virtual de encerramento do CBMINA o Secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia (MME), Alexandre Vidigal de Oliveira. Ele falou sobre o cenário atual e perspectivas do setor, bem como ressaltou as contribuições da mineração para a sociedade.

Alexandre Vidigal de Oliveira, Secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia (MME) – crédito: divulgação

Alexandre Vidigal afirmou que já está em curso “a 4ª revolução industrial. Nós já estamos vivenciando isso e ela exige da mineração uma participação como protagonista, afinal, é essa atividade que extrai insumos para transformar os recursos minerais em produtos de alta tecnologia. A mineração é essencial para a vida moderna e para tudo o que ela pode proporcionar”, analisou.

Fernando Lins, Diretor e Pesquisador titular do Centro de Tecnologia Mineral (CETEM), unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, aproveitou a ocasião para lembrar da importância de investir em pesquisa e inovação na mineração.

Fernando Lins, Diretor e Pesquisador titular do CETEM – crédito: divulgação

Representando todos os estudantes participantes durante os dois dias de evento, a recém-formada no curso de graduação em Engenharia de Minas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Anna Luiza Madureira Batista, enfatizou a importância de o setor investir para constantemente se modernizar. “O CBMINA é um evento que pensa no futuro da mineração brasileira. Nesta edição tivemos a oportunidade de ver vários exemplos de estudos em prol de um setor mais responsável e sustentável. Hoje, é impossível realizar uma atividade pensando apenas nos resultados econômicos. É necessário pensar também nos resultados sociais e ambientais. Este evento permite uma interação entre todos os envolvidos com este setor, uma conexão para trazer benefícios futuros ”, afirmou.

Os vídeos das palestras da 10ª edição do CBMINA ficarão disponíveis durante 30 dias na plataforma do evento para quem fez inscrição.

Anna Luiza Madureira Batista, engenheira de minas formada na UFMG – crédito: divulgação

Premiação dos trabalhos técnicos do CBMINA 2021

A 10ª edição do congresso, organizada pelo IBRAM em parceria com o Departamento de Engenharia de Minas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), premiou os primeiros colocados das três categorias com  notebooks e inscrição para a EXPOSIBRAM 2022, que será presencial.  Confira a seguir os trabalhos vencedores:

Categoria: Estudantes de cursos técnicos ou graduação

Trabalho vencedor: Avaliação sobre a resistência à compressão de geopolímeros produzidos utilizando resíduos de mineração  – Autores: Eduardo L.P. Melo, Ricardo A.M. Figueiredo, Douglas B. Mazzinghy (UFMG)

Categoria: Estudante de pós-graduação

Trabalho vencedor:  Modelagem matemática de desmonte de rochas visando a otimização das etapas de britagem na mina de  Pitinga da Mineração Taboca  – Autores: Renato J. Costa, Renan C. Candia, Douglas B. Mazzinghy (UFMG)

Categoria: Profissional

Trabalho vencedor: Perda de produtividade e redução de utilização de equipamentos de produção devido ao aprofundamento de minas subterrâneas – estudo de caso Mina Cuiabá – Autores: Giovanni Rubinich Moraes, Leonardo Augusto Figueiredo, Felipe de Brito Pereira (AngloGold Ashanti)

Patrocinadores

O CBMINA contou com o patrocínio Ouro da Mineração Taboca, AngloGold Ashanti, Nexa Resources, Minimax, Anglo American e patrocínio Prata da Mosaic Fertilizantes.

Apoiadores

Figuraram como apoiadores editoriais do evento: revistas Brasil Mineral, In The Mine, Eae Máquinas, Mineração & Sustentabilidade, Holos e os sites Notícias de Mineração Brasil, Brasil Mining Site e Conexão Mineral.

O CBMINA também tem o apoio institucional de: Saff Engenharia e do Grêmio Mínero-Metalúrgico Louis Ensch UFMG.

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



ESG é caminho sem volta para mineração e outros setores empresariais

3 de novembro de 2020

Mineração e outros setores têm que estar engajados na adoção dos fundamentos de ESG, sigla em inglês para se referir…

LEIA MAIS

Anglo American investe na recuperação de nascentes de rios brasileiros e na preservação de matas protegidas

14 de junho de 2021

Com o objetivo de promover o desenvolvimento sustentável dos municípios e estados onde atua no Brasil, a mineradora Anglo American está realizando…

LEIA MAIS

Gerdau apoia workshop do projeto Gustavo Penna 73/23

19 de novembro de 2018

Hoje e amanhã (19 e 20 de novembro), a Escola de Arquitetura e Urbanismo da PUC Minas – Poços de…

LEIA MAIS