NOTÍCIAS

Setor mineral está no caminho certo ao aprimorar relacionamento com comunidades

13 de outubro de 2020

O setor mineral está no caminho certo ao aprimorar seu relacionamento com as comunidades. A afirmação foi feita pelo diretor-presidente do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), Flávio Penido, em webinar neste dia 7 de outubro. Segundo ele, o relacionamento com as comunidades nas áreas de atuação do setor deve ser pautado por uma abordagem proativa e respeitosa, por meio de diálogos francos, inclusivos e participativos, considerando as realidades e expectativas locais frente à atividade minerária, zelando para que essas interações promovam ambientes e oportunidades de livre e igualitária expressão.

“A mineração responsável e que respeita as pessoas é a que o IBRAM defende. Essa mineração responsável é realizada sempre com as comunidades, com compromissos junto a todos os stakeholders (público com o qual a mineração tem contato próximo). O diálogo do setor está cada vez mais intenso, próximo, amigável e mais transparentes junto as pessoas das comunidades”, disse ao comentar sobre os compromissos da mineração brasileira com as comunidades.

Flávio Penido disse que o propósito da mineração responsável é apresentar um trabalho voltado a melhorar qualidade de vida das pessoas e o reconhecimento disso pela sociedade é algo a ser perseguido pelo setor. Ele participou do webinar Mineração &/X Comunidades, organizado pela revista Brasil Mineral. O IBRAM apoia o evento, a ser realizado em ao longo de outubro.

Outro expositor do evento, o secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral, Alexandre Vidigal de Oliveira, enfatizou a importância desse movimento de melhoria do relacionamento entre mineradoras e comunidades. “O melhor caminho é o da interação reflexiva. É preciso haver uma relação de equilíbrio. A mineração precisa tanto das comunidades quanto as comunidades precisam da mineração”, afirmou.

Para Flávio Penido, “a mineração deve ser encarada como parceria de todas as horas pelas comunidades”, afirmou, ao lembrar a solidariedade expressa pelas mineradoras durante a pandemia, com uma série de iniciativas, ações voluntárias e também doações.

Ele pontuou também que as mineradoras pretendem aumentar o nível de interação com as comunidades: “há disposição até mesmo para debatermos o futuro dessas pessoas. Por exemplo, o IBRAM é um dos articuladores de um programa de desenvolvimento de territórios minerados, que envolve a participação popular. Vamos criar oportunidades para contratação de mão de obra, para o desenvolvimento de fornecedores locais e também empreendedores nos municípios mineradores, assim como contribuir para capacitar a gestão pública local”.

No dia 21/10, será a vez do diretor de Relações Institucionais do IBRAM, Rinaldo Mancin, participar do evento da Brasil Mineral. Ele debaterá sobre o tema impacto das novas legislações sobre barragens nas comunidades. No dia 28/10, o presidente do Conselho Diretor do IBRAM, Wilson Brumer, participará do Painel ESG (Environmental, Social and Governance), as três letras que estão mudando os investimentos.

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Sindirochas e Abirochas juntos no MME para discutir a CFEM

3 de dezembro de 2018

Os presidentes do Sindirochas, Tales Machado, e Abirochas, Reinaldo Sampaio, se reuniram com a Secretária de Geologia e Mineração e…

LEIA MAIS

Exportação de pelotas aumenta 14,2% de janeiro a setembro

23 de novembro de 2017

Foram exportadas 22,5 milhões de toneladas de pelotas nos nove meses deste ano A exportação de pelotas, feita pela Vale,…

LEIA MAIS

Produção da Vale bate recorde no trimestre

20 de outubro de 2017

O complexo atingiu recorde trimestral de 45 Mt no terceiro trimestre, ao produzir 8,5% a mais do que no segundo trimestre.

LEIA MAIS