NOTÍCIAS

Vale retoma registro para doação de R$ 15 mil a atingidos em Brumadinho

20 de fevereiro de 2019

Nesta quarta-feira (20/2), a Vale volta a realizar os registros para a doação de R$ 15 mil para aqueles que desenvolviam atividades produtivas ou comerciais localizadas na Zona de Autossalvamento (ZAS) do Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM) em Brumadinho (MG). O registro para as doações de R$ 50 mil, voltadas a quem morava na área da ZAS, continuam. Até o momento, foram registradas 197 pessoas para essa doação.

O registro havia sido suspenso para que a Vale e a Defensoria Pública do Estado de Minas Gerais revisassem o processo. O atendimento será na Estação Conhecimento de Brumadinho, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18 horas. Vans estarão disponíveis para translado dos requerentes até a Estação Conhecimento.

É importante destacar que esse apoio financeiro é uma doação. Não se trata de indenização, que será acordada entre as partes em conjunto com as autoridades. A doação pode ser cumulativa, caso a pessoa se enquadre em mais de uma categoria entre as definidas: residência, atividade produtiva rural ou estabelecimento comercial.

O que é a Zona de Autossalvamento?

A Zona de Autossalvamento (ZAS) é a região a jusante da barragem, cuja distância pode ser considerada em cerca de 10km.

Saiba quem pode receber:

Morador

Será realizada uma única doação no valor de R$ 50 mil, por imóvel, mesmo que haja mais de um núcleo familiar residindo no mesmo local. A doação é destinada exclusivamente a quem residia no imóvel na data do rompimento da barragem, independentemente da relação de propriedade. Os imóveis considerados são aqueles existentes na ZAS.

Documentação: Documentos originais que comprovem a relação do requerente com a moradia na ZAS, tais como: escritura de compra e venda, carnê de IPTU, contrato de locação, contas de água ou de luz, todas com o endereço do imóvel em nome do requerente.

Produtor rural

Serão doados R$ 15 mil por núcleo familiar de produtor rural que mantinha atividade produtiva na ZAS, independentemente da relação de propriedade, do número de áreas de produção e do tamanho da área. Meeiros, arrendatários e posseiros podem receber a doação.

Documentação: documentos originais que comprovem a relação do requerente com a atividade produtiva desenvolvida na ZAS, tais como: contratos de arrendamento ou meação, escritura de posse, Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), contas de luz com o endereço do imóvel em nome do requerente.

Comerciante

Serão doados R$ 15 mil para comerciantes que mantinham estabelecimento comercial ou desenvolviam pequenas atividades industriais na ZAS.

Documentação: Documentos originais que comprovem a relação do requerente com a atividade ou imóvel, tais como: o registro da atividade na Junta Comercial, alvará municipal.

Registro

Data: De segunda a sexta-feira, das 9h às 18 horas
Local: Estação Conhecimento, na Rodovia MG 040, KM 49, Área Rural Brumadinho

Documentos necessários: documentos pessoais, dados bancários do requerente, além dos já estabelecidos acima, conforme categoria.
– Dados pessoais do requerente (nome completo, RG, CPF, data de nascimento, endereço completo, e-mail, telefone e dados bancários).
– Os dados bancários necessários são: banco, número do banco, agência e conta – com dígitos – e tipo de conta (corrente ou poupança).

A Vale disponibilizará o suporte para abertura de conta bancária no Banco do Brasil, caso haja necessidade.

Informações:
0800 031 0831

Compartilhe:

LEIA TAMBÉM



Série de vídeos mostra a verdadeira mineração do Brasil

10 de abril de 2018

A extração dos recursos naturais é uma atividade que sempre foi exercida pelo homem. É na natureza que ele busca…

LEIA MAIS

Vale cria Diretoria de Investimento Social

10 de dezembro de 2018

Hugo Barreto, ex-secretário-geral da Fundação Roberto Marinho, será o responsável pelos projetos sócio-culturais da empresa e pela Fundação Vale A…

LEIA MAIS

Votorantim Cimentos apoia projeto de resgate histórico-cultural em Corumbá (MS)

17 de dezembro de 2018

Projeto “Todo Lugar tem uma História para Contar”, do Museu da Pessoa, reuniu histórias de vida dos moradores que impulsionou…

LEIA MAIS